“I'm not afraid of failing; that's the only way to reach success.” - Nuno Peralta

Data Management

« Introdução
Gravação e Segurança dos Dados »

Rigor e Confiabilidade

Na maioria dos casos, os dados só fazem sentido se eles forem confiáveis, completos e íntegros. Por confiáveis, quer dizer-se que a fonte é fidedigna. Por completos, quer dizer-se que não falta nenhum bocado, ou seja, os dados existem todos. Por integridade, quer dizer-se que eles não foram alterados sem a intenção de quem os gere.

Por exemplo, ao fazer uma transferência de um ficheiro da Internet, este quer-se com as três características referidas. A fonte deve ser confiável, o qual se consegue através da assinatura digital. A completude consegue-se, se for usado o protocolo de transporte TCP ao invés do UDP, pois este garante que os pacotes chegam todos ao destino [1]. A integridade pode garantir-se por se usar assinatura digital, pois os dados estão encriptados e ninguém poderá alterá-los "pelo caminho". No entanto, se isso não for possível, os dois lados podem calcular o hash do ficheiro, usando o mesmo algoritmo, e verificar se o hash é igual.

[1] T. L. I. Project, "Tcp definition" http://www.linfo.org/tcp.html.

Article written by Nuno Peralta, 2012